Sexta, Junho 05, 2020
Follow Us
Um Ato de Deus - Alan Carrico

Olá meu filho, este é Jeová Elohim falando com você hoje. Oh, meus preciosos filhos, o mundo está perdido! O mundo que eu criei me abandonou, seu Criador.

Se você conhecesse a Verdade, voltaria a Mim, mas, como é, poucos existem que Me reconheçam por Quem Eu Sou! Eu sempre tenho meu remanescente na terra, mas os tempos em que você vive são os mais miseráveis ​​de qualquer geração desde o início, quando os nefilins governavam a terra. Por causa disso agora, DEVO me mover, para que o maligno leve Meus filhos com ele para as profundezas do poço ardente que arde com enxofre. Passo agora o meu remanescente com tanto poder que nada a impedirá - minhas primícias - desde o princípio. A Terra, e especialmente a nação da América, agora desmoronam sob julgamentos intensos. Tudo o que você adora tomba e deixa de existir. Isso deve acontecer se Minha Noiva estiver completa. Sem esse julgamento, muitos dos Meus escolhidos nunca precisariam se voltar para Mim, então agora vem. Julgamentos tão grandes que não haverá dúvida de que este é um "Ato de Deus". Você ouvirá essa frase com frequência agora, enquanto abalo tudo o que pode ser abalado. Então, minha pergunta para você é: para onde você se voltará quando toda a terra estiver abalada? Você vai procurar o seu vizinho para ajudá-lo? Você se voltará para seus bens restantes para salvá-lo? Você vai olhar para o governo opressivo para salvá-lo? Ou você se voltará para Mim, seu Criador e amante de sua alma? Meu remanescente agora permanece - habitado pelo poder do Meu Espírito Santo - o grande Ruach de Deus. Não negligencie esse chamado, meus filhos e filhas. Aqueles que prestam atenção a essas advertências colherão uma grande colheita para o Reino e então você será banhado com uma grande recompensa por suas escolhas. Tempo acabou. Agora chega o fim. EU SOU!

Zacarias 2; Joel 2; Daniel 7, 12; Apocalipse 2-3

Zacarias 2 (KJV)
Eu levantei meus olhos novamente, e olhei, e vi um homem com uma linha de medição na mão. 2 Então eu disse: Para onde vais? E ele me disse: Medir Jerusalém, para ver qual é a sua largura e qual o seu comprimento. 3 E eis que o anjo que falava comigo saiu e outro anjo saiu ao seu encontro, 4 e lhe disse: Corra, fale com este jovem, dizendo: Jerusalém será habitada como cidades sem muros para a multidão de homens e gado: 5 Porque eu, diz o Senhor, serei para ela um muro de fogo ao redor, e serei a glória no meio dela.
6 Ora, sai, e foge da terra do norte, diz o Senhor; porque eu vos espalhei para fora como os quatro ventos do céu, diz o Senhor. 7 Livra-te, ó Sião, que habitas com a filha de Babilônia. 8 Pois assim diz o Senhor dos exércitos; Depois da glória, ele me enviou às nações que vos despojaram; porque quem te toca, toca na menina dos seus olhos. 9 Pois eis que eu apertarei minha mão sobre eles, e eles serão um despojo para seus servos; e sabereis que o Senhor dos Exércitos me enviou. 10 Canta e alegra-te, ó filha de Sião; porque eis que eu venho e habitarei no meio de ti, diz o Senhor. 11 E muitas nações se unirão ao Senhor naquele dia, e serão o meu povo; e habitarei no meio de ti, e saberás que o Senhor dos Exércitos me enviou a ti. 12 E o Senhor herdará sua porção de Judá na terra santa, e escolherá Jerusalém novamente. 13 Cala-te, toda a carne, diante do Senhor, porque ele ressuscitou da sua santa habitação.

Joel 2 (KJV)
1. Toca a trombeta em Sião, e tocam um alarme no meu santo monte; tremem todos os habitantes da terra; porque o dia do Senhor vem, porque está próximo;
2. Dia de trevas e de trevas, dia de nuvens e de trevas, como a manhã espalhou-se sobre as montanhas; um grande povo e um forte; nunca houve algo assim, nem haverá mais depois, nem nos anos de muitas gerações. 3. Um fogo devora diante deles; e atrás deles arde uma chama; a terra é como o jardim do Éden diante deles, e atrás deles um deserto desolado; sim, e nada lhes escapará.
4. A aparência deles é como a aparência de cavalos; e como cavaleiros, assim correrão.
5. Como o ruído dos carros no topo dos montes, saltarão, como o ruído de uma chama de fogo que devora a palha; como um povo forte definido em matriz de batalha.
6. Diante do rosto deles, o povo sofrerá muito; todos os rostos reunirão escuridão.
7. Eles correrão como homens poderosos; escalarão o muro como homens de guerra; e marcharão cada um nos seus caminhos, e não quebrarão as suas fileiras;
8. nem um empurrará o outro; andarão cada um no seu caminho; e, quando cairem sobre a espada, não serão feridos.
9. Eles correrão para lá e para cá na cidade; correrão sobre o muro, subirão sobre as casas; eles entrarão pelas janelas como um ladrão.
10. A terra tremerá diante deles; os céus tremerão: o sol e a lua escurecerão, e as estrelas afastarão o seu brilho:
11. E o Senhor proferirá a sua voz perante o seu exército; porque o seu acampamento é muito grande; porque é forte o que executa a sua palavra. pois o dia do Senhor é grande e muito terrível; e quem pode tolerar isso?
12. Portanto, agora também, diz o Senhor, tornai-vos para mim de todo o coração, de jejum, de choro e de luto.
13. Rasgue o seu coração, e não as suas vestes, e volte-se para o Senhor seu Deus. pois ele é gracioso e misericordioso, lento para irar-se e de grande bondade, e se arrepende do mal.
14. Quem sabe se voltará e se arrependerá, e deixará uma bênção para trás; até oferta de carne e bebida ao Senhor vosso Deus?
15. Toca a trombeta em Sião, santifica o jejum, convoca assembléia solene:
16. Reúna o povo, santifique a congregação, reúna os anciãos, ajunte os filhos e os que chupam os peitos; saia o noivo da sua câmara, e a noiva fora de seu armário. e quem pode tolerar isso? 12 Portanto, agora também, diz o Senhor, tornai-vos para mim de todo o coração, de jejum, de choro e de luto. 13 Rasgue o seu coração, e não as suas vestes, e volte-se para o Senhor seu Deus. pois ele é gracioso e misericordioso, lento para irar-se e de grande bondade, e se arrepende do mal. 14 Quem sabe se voltará e se arrependerá, e deixará uma bênção para trás; até oferta de carne e bebida ao Senhor vosso Deus? 15 Toca a trombeta em Sião, santifica o jejum, convoca assembléia solene: 16 Reúna o povo, santifique a congregação, reúna os anciãos, ajunte os filhos e os que chupam os peitos; saia o noivo da sua câmara, e a noiva fora de seu armário. e quem pode tolerar isso? 12 Portanto, agora também, diz o Senhor, tornai-vos para mim de todo o coração, de jejum, de choro e de luto. 13 Rasgue o seu coração, e não as suas vestes, e volte-se para o Senhor seu Deus. pois ele é gracioso e misericordioso, lento para irar-se e de grande bondade, e se arrepende do mal. 14 Quem sabe se voltará e se arrependerá, e deixará uma bênção para trás; até oferta de carne e bebida ao Senhor vosso Deus? 15 Toca a trombeta em Sião, santifica o jejum, convoca assembléia solene: 16 Reúna o povo, santifique a congregação, reúna os anciãos, ajunte os filhos e os que chupam os peitos; saia o noivo da sua câmara, e a noiva fora de seu armário. e com choro e com luto: 13 E rasgue seu coração, e não suas vestes, e volte-se para o Senhor seu Deus; pois ele é gracioso e misericordioso, lento para a ira e de grande bondade, e se arrepende do mal. 14 Quem sabe se voltará e se arrependerá, e deixará uma bênção para trás; até oferta de carne e bebida ao Senhor vosso Deus? 15 Toca a trombeta em Sião, santifica o jejum, convoca assembléia solene: 16 Reúna o povo, santifique a congregação, reúna os anciãos, ajunte os filhos e os que chupam os peitos; saia o noivo da sua câmara, e a noiva fora de seu armário. e com choro e com luto: 13 E rasgue seu coração, e não suas vestes, e volte-se para o Senhor seu Deus; pois ele é gracioso e misericordioso, lento para a ira e de grande bondade, e se arrepende do mal. 14 Quem sabe se voltará e se arrependerá, e deixará uma bênção para trás; até oferta de carne e bebida ao Senhor vosso Deus? 15 Toca a trombeta em Sião, santifica o jejum, convoca assembléia solene: 16 Reúna o povo, santifique a congregação, reúna os anciãos, ajunte os filhos e os que chupam os peitos; saia o noivo da sua câmara, e a noiva fora de seu armário. 14 Quem sabe se voltará e se arrependerá, e deixará uma bênção para trás; até oferta de carne e bebida ao Senhor vosso Deus? 15 Toca a trombeta em Sião, santifica o jejum, convoca assembléia solene: 16 Reúna o povo, santifique a congregação, reúna os anciãos, ajunte os filhos e os que chupam os peitos; saia o noivo da sua câmara, e a noiva fora de seu armário. 14 Quem sabe se voltará e se arrependerá, e deixará uma bênção para trás; até oferta de carne e bebida ao Senhor vosso Deus? 15 Toca a trombeta em Sião, santifica o jejum, convoca assembléia solene: 16 Reúna o povo, santifique a congregação, reúna os anciãos, ajunte os filhos e os que chupam os peitos; saia o noivo da sua câmara, e a noiva fora de seu armário.
17 Que os sacerdotes, os ministros do Senhor, chorem entre a varanda e o altar, e digam: Poupa, ó Senhor, teu povo, e não ofereças a tua herança para opróbrio, para que os gentios os dominem; diga entre o povo: Onde está o Deus deles? 18 Então o Senhor se zelará pela sua terra e terá piedade do seu povo. 19 Sim, o Senhor responderá e dirá ao seu povo: Eis que eu vos enviarei milho, vinho e azeite, e ficareis satisfeitos com isso; e não mais te opróbrio entre os gentios. 20 Mas eu afastará de vós o exército do norte, e o levará a uma terra árida e desolada, com o rosto voltado para o mar do leste, e sua parte atrapalhada para o mar mais extremo; seu fedor subirá e seu mau gosto suba, porque ele fez grandes coisas. 21 Não temas, ó terra; alegra-te e alegra-te, porque o Senhor fará grandes coisas. 22 Não temas, ó animais do campo; porque os pastos do deserto brotam, porque a árvore dá o seu fruto, a figueira e a videira produzem a sua força. 23 Alegrai-vos, filhos de Sião, e alegrai-vos no Senhor vosso Deus; porque ele vos deu moderadamente a chuva anterior, e fará cair sobre vós a chuva, a chuva precedente e a chuva tardia no céu. primeiro mês. 24 E o chão estará cheio de trigo, e as cubas transbordarão de vinho e óleo. 25 E restaurarei para você os anos que os gafanhotos comeram, a canker, a lagarta e a lagarta, meu grande exército que enviei entre vocês. 26 E comereis em abundância, e fartareis, e louvarei o nome do Senhor vosso Deus, que vos maravilhou; e meu povo nunca se envergonhará. 27 E sabereis que estou no meio de Israel, e que sou o Senhor vosso Deus, e mais ninguém; e meu povo nunca se envergonhará.
28 E acontecerá depois que derramarei meu espírito sobre toda a carne; e teus filhos e tuas filhas profetizarão, teus velhos sonharão, seus jovens terão visões: 29 E também sobre os servos e as servas naqueles dias derramarei meu espírito.
30 E mostrarei prodígios no céu e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça. 31 O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor. 32 E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será libertado; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá libertação, como o Senhor disse, e no remanescente a quem o Senhor chamar.

Daniel 7 (NVI)
No primeiro ano de Belsazar, rei da Babilônia, Daniel teve um sonho e visões de sua cabeça em sua cama: então ele escreveu o sonho e contou a soma das coisas. 2 Daniel falou e disse: Vi em minha visão a noite e eis que os quatro ventos do céu se lançavam sobre o grande mar. 3 E quatro grandes bestas subiram do mar, diversas umas das outras. 4 O primeiro era como um leão, e tinha asas de águia; vi até que suas asas foram arrancadas, e ela foi levantada da terra e posta em pé como um homem, e lhe foi dado o coração de um homem. 5 E eis que outro animal, um segundo, semelhante a um urso, se levantou de um lado e tinha três costelas na boca entre os dentes; e disseram-lhe: Levanta-te, devora muito carne. 6 Depois disso eu vi, e eis outro, como um leopardo, que tinha na parte de trás quatro asas de uma ave; o animal também tinha quatro cabeças; e domínio foi dado a ele. 7 Depois disso, vi visões noturnas e eis uma quarta besta, terrível e terrível, e forte demais; e tinha grandes dentes de ferro: devorava e trincava em pedaços, e estampava o resíduo com os pés; e era diverso de todos os animais que estavam à sua frente; e tinha dez chifres. 8 Eu considerei os chifres, e eis que subiu entre eles outro chifre pequeno, diante do qual havia três dos primeiros chifres arrancados pelas raízes; e eis que neste chifre havia olhos como os olhos do homem, e uma boca falando grandes coisas. e forte demais; e tinha grandes dentes de ferro: devorava e trincava em pedaços, e estampava o resíduo com os pés; e era diverso de todos os animais que estavam à sua frente; e tinha dez chifres. 8 Eu considerei os chifres, e eis que subiu entre eles outro chifre pequeno, diante do qual havia três dos primeiros chifres arrancados pelas raízes; e eis que neste chifre havia olhos como os olhos do homem, e uma boca falando grandes coisas. e forte demais; e tinha grandes dentes de ferro: devorava e trincava em pedaços, e estampava o resíduo com os pés; e era diverso de todos os animais que estavam à sua frente; e tinha dez chifres. 8 Eu considerei os chifres, e eis que subiu entre eles outro chifre pequeno, diante do qual havia três dos primeiros chifres arrancados pelas raízes; e eis que neste chifre havia olhos como os olhos do homem, e uma boca falando grandes coisas.
9 Vi até os tronos serem derrubados, e os Antigos dias se assentaram, cujas vestes eram brancas como a neve, e os cabelos da sua cabeça como a pura lã; o seu trono era como a chama ardente e as rodas como o fogo ardente . 10 Uma corrente de fogo saiu e saiu de diante dele: mil milhares de ministros lhe foram ministrados e dez mil vezes dez mil diante de si; o julgamento foi estabelecido e os livros foram abertos. 11 Vi, pois, a voz das grandes palavras que a buzina falou; vi até o animal ser morto, e seu corpo destruído, e dado à chama ardente. 12 Quanto ao restante dos animais, eles tiveram seu domínio retirado; contudo, suas vidas foram prolongadas por uma estação e tempo.
13 Vi visões noturnas e eis que um semelhante ao Filho do homem veio com as nuvens do céu, e chegou ao Ancião de dias, e o trouxeram perto dele. 14 E lhe foi dado domínio, e glória, e um reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem: seu domínio é um domínio eterno que não passará, e seu reino que não será destruído .
15 Eu, Daniel, entristeci-me no meio do corpo, e as visões da minha cabeça me perturbaram. 16 Aproximei-me de um dos que estavam ali e perguntei-lhe a verdade de tudo isso. Então ele me disse e me fez conhecer a interpretação das coisas. 17 Estes grandes animais, que são quatro, são quatro reis que surgirão da terra. 18 Mas os santos do Altíssimo tomarão o reino e o possuirão para todo o sempre, para todo o sempre.
19 Então eu conheceria a verdade do quarto animal, que era diverso de todos os outros, extremamente terrível, cujos dentes eram de ferro e suas unhas de bronze; que devorou, fechou em pedaços e carimbou o resíduo com os pés; 20 E dos dez chifres que estavam em sua cabeça e dos outros que subiram, e diante de quem três caíram; até daquele chifre que tinha olhos, e uma boca que falava coisas muito grandes, cujo olhar era mais robusto que seus companheiros. 21 Vi, e o mesmo chifre fez guerra com os santos, e prevaleceu contra eles; 22 Até que chegou o Ancião dos dias, e o julgamento foi dado aos santos do Altíssimo; e chegou o tempo em que os santos possuíam o reino.
23 Assim ele disse: O quarto animal será o quarto reino na terra, que será diverso de todos os reinos, e devorará toda a terra, e a pisará, e a quebrará em pedaços. 24 E os dez chifres deste reino são dez reis que se levantarão; e outro se levantará após eles; e ele será diverso do primeiro, e subjugará três reis. 25 E ele falará grandes palavras contra o Altíssimo, e desgastará os santos do Altíssimo, e pensará em mudar os tempos e as leis; e eles serão entregues em suas mãos até um tempo e tempos e a divisão do tempo. 26 Mas o juízo se assentará, e eles tomarão seu domínio, para consumi-lo e destruí-lo até o fim. 27 E o reino e domínio, e a grandeza do reino debaixo de todo o céu,
28 Até agora é o fim da questão. Quanto a Daniel, minhas cogitações me perturbaram muito, e meu semblante mudou em mim; mas guardei o assunto em meu coração.

Daniel 12 (NVI)
E naquele tempo Michael se levantará, o grande príncipe que representa os filhos do teu povo; e haverá um tempo de angústia, como nunca houve desde que havia uma nação naquele mesmo tempo; e naquele momento pessoas serão entregues, todas as que forem encontradas escritas no livro. 2 E muitos dos que dormem no pó da terra acordarão, alguns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. 3 E os que são sábios brilharão como a claridade do firmamento; e aqueles que transformam muitos em justiça como as estrelas para todo o sempre. 4 Mas tu, ó Daniel, cale a boca e sele o livro até o tempo do fim; muitos correrão para lá e para cá, e o conhecimento aumentará.
5 Então eu Daniel olhei, e eis que havia outros dois, um deste lado da margem do rio e o outro daquele lado da margem do rio. 6 E alguém disse ao homem vestido de linho que estava nas águas do rio: Quanto tempo levará até o fim dessas maravilhas? 7 E ouvi o homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio, quando ele levantou a mão direita e a esquerda para o céu, e jurou por aquele que vive para sempre que será por um tempo, tempos e meio; e quando ele tiver conseguido espalhar o poder do povo santo, todas essas coisas serão consumadas. 8 E ouvi, mas não entendi; então eu disse: Ó meu Senhor, qual será o fim dessas coisas? 9 E ele disse: Vai, Daniel, porque as palavras estão fechadas e seladas até o tempo do fim. 10 Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios farão perversamente; e nenhum dos ímpios entenderá; mas o sábio entenderá. 11 E a partir do momento em que o sacrifício diário for retirado e a abominação que se fizer desolada, haverá mil duzentos e noventa dias. 12 Bem-aventurado aquele que espera, e chega aos mil trezentos e cinco e trinta dias. 13 Mas vai-te até ao fim; porque descansarás e permanecerás no teu lugar no fim dos dias. 12 Bem-aventurado aquele que espera, e chega aos mil trezentos e cinco e trinta dias. 13 Mas vai-te até ao fim; porque descansarás e permanecerás no teu lugar no fim dos dias. 12 Bem-aventurado aquele que espera, e chega aos mil trezentos e cinco e trinta dias. 13 Mas vai-te até ao fim; porque descansarás e permanecerás no teu lugar no fim dos dias.

Apocalipse 2-3 (NVI)
Para o anjo da igreja de Éfeso escreva; Isto diz o que segura na mão direita as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro; 2 Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e como não suportas os que são maus; e tentaste os que dizem que são apóstolos, e não são, e os achou mentirosos: 3 E suportaram e tem paciência, e por amor do meu nome trabalhou e não desmaiou. 4 Contudo, tenho algo contra ti, porque deixaste o teu primeiro amor. 5 Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e faz as primeiras obras; caso contrário, virei a ti rapidamente e removerei o seu castiçal do seu lugar, a menos que se arrependa. 6 Mas tu tens isso, que aborreces as obras dos nicolaítas, que eu também odeio. 7 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas; A quem vencer, darei para comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.
8 E para o anjo da igreja em Esmirna, escreva; Estas coisas dizem o primeiro e o último, que estava morto e está vivo; 9 Conheço as tuas obras, tribulação e pobreza (mas tu és rico) e conheço a blasfêmia daqueles que dizem que são judeus, e não são, mas são a sinagoga de Satanás. 10 Não temas nada do que sofrerás; eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais provados; e tereis tribulação por dez dias; sê fiel até a morte, e eu te darei uma coroa de vida. 11 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas; Quem vencer não será ferido pela segunda morte.
12 E ao anjo da igreja em Pérgamo escreva; Isto diz o que tem a espada afiada com dois gumes; 13 Conheço as tuas obras, e onde tu habitas, mesmo onde está a cadeira de Satanás; e manténs o meu nome, e não negaste a minha fé, mesmo naqueles dias em que Antipas era meu fiel mártir, que foi morto entre vós, onde Satanás habita. 14 Mas tenho algumas coisas contra ti, porque tu tens aqueles que mantêm a doutrina de Balaão, que ensinou Balaque a lançar uma pedra de tropeço diante dos filhos de Israel, a comer coisas sacrificadas a ídolos e a cometer fornicação. 15 Assim também tu tens os que têm a doutrina dos nicolaitanos, coisa que odeio. 16 Arrepender-se; do contrário, virei a ti rapidamente e lutarei contra eles com a espada da minha boca. 17 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas; A quem vencer, darei para comer do maná oculto, e lhe darei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, que ninguém conhece senão aquele que a recebe.
18 E ao anjo da igreja em Tiatira, escreva; Estas coisas diz o Filho de Deus, que tem os olhos como a chama do fogo, e os pés são como o bronze fino; 19 Conheço as tuas obras, a caridade, o serviço, a fé, a paciência e as obras; e o último a ser mais que o primeiro. 20 Não obstante, tenho algumas coisas contra ti, porque padeces aquela mulher Jezabel, que se diz profetisa, para ensinar e seduzir meus servos a cometer fornicação e a comer coisas sacrificadas a ídolos. 21 E dei-lhe espaço para se arrepender de sua fornicação; e ela não se arrependeu. 22 Eis que a lançarei na cama, e os que cometeram adultério com ela em grande tribulação, a menos que se arrependam de suas obras. 23 E matarei seus filhos com morte; e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que persegue as rédeas e os corações; e eu darei a cada um de vocês segundo as suas obras. 24 Mas a vós vos digo, e aos demais em Tiatira, quantos não possuem esta doutrina e que não conhecem as profundezas de Satanás, como falam; Não colocarei sobre você nenhum outro fardo. 25 Mas o que já tendes apegado até que eu venha. 26 E o que vencer e guardar as minhas obras até o fim, darei poder sobre as nações. 27 E ele as governará com uma vara de ferro; como os vasos de um oleiro serão quebrados em arrepios: assim como eu recebi de meu Pai. 28 E eu darei a ele a estrela da manhã. 29 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. e aos demais em Tiatira, tantos que não possuem essa doutrina e que não conhecem as profundezas de Satanás, como falam; Não colocarei sobre você nenhum outro fardo. 25 Mas o que já tendes apegado até que eu venha. 26 E o que vencer e guardar as minhas obras até o fim, darei poder sobre as nações. 27 E ele as governará com uma vara de ferro; como os vasos de um oleiro serão quebrados em arrepios: assim como eu recebi de meu Pai. 28 E eu darei a ele a estrela da manhã. 29 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. e aos demais em Tiatira, tantos que não possuem essa doutrina e que não conhecem as profundezas de Satanás, como falam; Não colocarei sobre você nenhum outro fardo. 25 Mas o que já tendes apegado até que eu venha. 26 E o que vencer e guardar as minhas obras até o fim, darei poder sobre as nações. 27 E ele as governará com uma vara de ferro; como os vasos de um oleiro serão quebrados em arrepios: assim como eu recebi de meu Pai. 28 E eu darei a ele a estrela da manhã. 29 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. e guarda as minhas obras até o fim, a ele darei poder sobre as nações. 27 E ele as governará com uma vara de ferro; como os vasos de um oleiro serão quebrados em arrepios: assim como eu recebi de meu Pai. 28 E eu darei a ele a estrela da manhã. 29 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. e guarda as minhas obras até o fim, a ele darei poder sobre as nações. 27 E ele as governará com uma vara de ferro; como os vasos de um oleiro serão quebrados em arrepios: assim como eu recebi de meu Pai. 28 E eu darei a ele a estrela da manhã. 29 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

3 E ao anjo da igreja em Sardes escreva; Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus e as sete estrelas; Conheço as tuas obras, que tens um nome que vives e estás morto. 2 Sê vigilante e fortalece as coisas que restam, que estão prontas para morrer; porque eu não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus. 3 Lembra-te, pois, de como recebeste e ouvi, e apega-te e arrepende-te. Se, portanto, não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora virei sobre ti. 4 Tens alguns nomes até em Sardes que não contaminaram as suas vestes; e andarão comigo de branco, porque são dignos. 5 Quem vencer, o mesmo será vestido em roupas brancas; e não apagarei o nome dele do livro da vida, mas confessarei o nome dele diante de meu pai, e diante de seus anjos. 6 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.
7 E para o anjo da igreja na Filadélfia, escreva; Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, quem tem a chave de Davi, quem abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém se abre; 8 Conheço as tuas obras; eis que pus diante de ti uma porta aberta, e ninguém a pode trancar; porque tens um pouco de força, e guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome. 9 Eis que os farei da sinagoga de Satanás, que dizem que são judeus, e não são, mas mentem; eis que os farei adorar diante de teus pés, e saber que eu te amo. 10 Porque guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para experimentar os que habitam sobre a terra. 11 Eis que venho depressa; segura o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. 12 Aquele que vencer, farei uma coluna no templo do meu Deus, e ele nunca mais sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, que é a nova Jerusalém. , que desce do céu do meu Deus; e escreverei sobre ele o meu novo nome. 13 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.
14 E ao anjo da igreja dos laodicenses escreva; Estas coisas dizem o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o começo da criação de Deus; 15 Conheço as tuas obras, que não és frio nem quente; eu te faria frio ou calor. 16 Então, porque és morno, e nem frio nem calor, vomitar-te-ei da minha boca. 17 Porque dizes que sou rico, e estou enriquecido, e de nada preciso; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego e nu; 18 aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que sejas rico; e vestes brancas, para que sejas vestir, e que a vergonha da tua nudez não apareça; e unge os teus olhos com colírio, para que possas ver. 19 Repreendo e castigo a todos quantos amo: sê pois zeloso e arrepende-te. 20 Eis que Fico na porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo. 21 Ao que vencer, concederei sentar-me no meu trono, assim como também venci, e serei assentado com meu Pai no seu trono. 22 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

-
Publicado em inglês por 444 Prophecy News


O artigo original pode ser encontrado aqui


Log in or Sign up

Our website is protected by DMC Firewall!